Alma-negra

Bulweria bulwerii

Identificação

O comprimento corporal desta espécie é ligeiramente maior do que um melro mas inferior ao de um garajau. Em voo, repara-se na cor uniforme castanha-escura, excepto as coberturas superiores das asas, mais claras, bem como a grande envergadura das asas proporcionalmente ao corpo. As asas e a cauda  são estreitas e pontiagudas. Tal como muitas pardelas, a alma-negra alterna batimentos das asas e fases de deslizamento perto da superfície do mar.

As almas-negras não cantam em voo: emitem vocalizações (as quais fazem lembrar a voz de um cão de porte pequeno) apenas dentro dos seus ninhos.

Abundância e calendário               

Estival nidificante. Os adultos chegam no final de Abril. As posturas decorrem durante a primeira semana de Junho e as crias saem dos ninhos no final de Setembro-início de Outubro. A única população reprodutora conhecida nos Açores encontra-se no ilhéu da Vila (Santa Maria), apenas com cerca de 50 casais. Embora várias capturas tivessem ocorrido nos ilhéus da Praia ou de Baixo (Graciosa), faltam provas da nidificação da alma-negra nestes ilhéus.

Onde observar                                                               

No mar entre Maio e Setembro, ao largo de Santa Maria e, de maneira mais inesperada, entre a ilha do Pico e o Banco dos Açores. Contudo, observam-se pouquíssimos indivíduos.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s