Pilrito-das-Praias

Calidris alba

Passados os concorridos meses de Verão, as praias Açorianas perdem grande parte da presença humana, mas para além de maior tranquilidade, elas ganham alguns visitantes bastante interessantes. O pilrito-das-praias é definitivamente uma imagem de marca dos nossos areais durante a época- baixa. E como é divertido vê-lo junto à rebentação: ora fugindo a sete pés da espuma que se aproxima, ora correndo desenfreadamente à procura dos bichinhos enterrados na areia, postos a descoberto pelo vai-e-vem da água.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Identificação

Limícola pequena, de tamanho semelhante ao pilrito-de-peito-preto. O seu bico é preto e compacto, os olhos são escuros. As patas são igualmente pretas e não muito compridas. Um aspecto peculiar desta espécie é a ausência de polegar nas pastas, característica que pode ajudar à sua identificação, contudo é difícil verificar este facto à distância, sem recurso ao telescópio.

Apesar de ter o peito, cabeça e dorso arruivados e as asas acastanhadas durante o período reprodutor, dificilmente teremos a oportunidade de o observar nestes trajes. Ao longo do período em que nos visita, este pilrito apresenta-se com a plumagem branca límpida praticamente em todo o corpo. As asas são acinzentadas, com as pontas pretas. Também a nuca apresenta algumas penas cinzentas, e notam-se tons mais escuros em torno dos olhos.

Abundância e calendário

Invernante/Migrador de Passagem. Em alguns locais pode ser visto durante quase todo o ano, contudo, o período de ocorrência regular vai de Setembro a Maio. Das espécies não residentes nos Açores, esta é uma das mais abundantes.

Onde observar

Em todas as ilhas dos Açores, junto à costa, principalmente em praias de areia, na zona inter-tidal. Pode ocorrer também em águas mais paradas, nomeadamente em charcos costeiros e pauis.

Corvo – Zona costeira

Faial – Praia de Porto Pim, Praia do Almoxarife, Praia da Conceição e Praia do Norte.

Flores – Santa Cruz, Lages.

Graciosa – Praia, Cais da Barra e piscinas naturais do Carapacho.

Pico – Pocinho (Pé do Monte), Barca e Porto da Madalena.

Santa Maria – Praia Formosa, Baía de São Lourenço e Baía dos Anjos.

São Jorge – Zona balnear de Santo Amaro, Porto da Urzelina, Porto da Calheta.

São Miguel – Praia dos Moinhos, Praia do Monte Verde, Ponta dos Mosteiros, Aeroporto de Ponta Delgada, Praia das Milícias e Praia do Pópulo, Caloura, Praia de Água de Alto, Praia da Vinha da Areia, Praia da Ribeira Quente, Porto e Praia da Povoação.

Terceira – Baía de Angra do Heroísmo, Praia da Vitória, Cabo da Praia, Praia da Riviera e Paul de Belo Jardim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s