Ponta Delgada e Ponta do Albernaz

No norte da ilha das Flores, encontramos 2 promontórios, distanciados cerca de 3km entre si, Ponta Delgada a este, uma pequena freguesia com menos de 400 habitantes, e a Ponta do Albernaz a oeste, onde se situa o mais potente farol das ilhas dos Açores.

Aqui é o primeiro ponto de chegada das aves migradoras outonais à ilha das Flores, por se tratar da costa norte. Ambos os locais são igualmente importantes para observação de aves marinhas, nidificantes incluídas.

farol

Farol do Albernaz (Foto: Dora Nicolau)

Especialidades: cagarra, estapagado, frulho, rola-do-mar, maçarico-galego, pilrito-das-praias, garajau-comum, garajau-rosado, chasco-cinzento, escrevedeira-das-neves

Outras espécies: gaivota-de-patas-amarelas, pombo-das-rochas, alvéola-cinzenta, toutinegra, melro, estorninho, tentilhão, canário, pardal

Raridades: ganso-de-faces-pretas, fulmar, borrelho-semipalmado, borrelho-de-coleira-dupla, pilrito-de-bonaparte, pilrito-de-colete, maçarico-do-campo, moleiro-grande, esmerilhão, rabo-espinhoso, laverca, felosa-musical, triste-pia

Visita: Em Ponta Delgada deverá ser visitado o pequeno porto e o antigo campo de futebol, que durante o outono permite a formação de algumas charcas, utilizadas principalmente por limícolas.

Na Ponta do Albernaz, as aves migradoras costumam utilizar os campos baixos mais próximos do farol. Tanto Ponta Delgada, como a Ponta do Albernaz, permitem uma boa observação de aves marinhas, com a vizinha ilha do Corvo em 2º plano.

Concelho: Santa Cruz das Flores

Aqui perto: Santa Cruz das Flores, Lagoas e Planalto Central

Anúncios