Achada das Furnas

Desconhecida dos ornitólogos até há poucos anos, devido à regularidade e frequência de registos, esta zona rapidamente se tornou num dos grandes spots de São Miguel. Embora com enorme potencial, infelizmente, esta zona enferma de grande perturbação devida a diversas actividades humanas, sobretudo a agro-pecuária e a caça, o que leva a que as diversas espécies que a visitam permaneçam pouco tempo no local.

Durante o Inverno as pastagens, alagadas e com muitas charcas, da Achada das Furnas são muito procuradas pela narceja de Wilson, assim como por uma grande variedade de limícolas e patos

Especialidades: garça-real, garça-branca-pequena, marrequinha, piadeira, narceja-comum, combatente, abibe, chasco-cinzento.

Outras espécies: galeirão-comum, maçarico-de-bico-direito, pilrito-comum, pilrito-pequeno, perna-verde, gaivota-de-patas-amarelas, pombo-das-rochas, pombo-torcaz dos Açores, melro, vinagreira, canário-da-terra, lavandeira, pardal-comumtentilhão dos Açores, toutinegra dos Açores, ferfolha.

Raridades: garça-branca-grande-americana, tarambola-dourada, ganso-de-bico-curto, marreca-d’asa-azul, pato-trombeteiro, arrabio, piadeira-americana, negrinha, zarro-de-colar, peneireiro-comum, falcão-peregrino, tartaranhão-ruivo-dos-pauis, franga-d’água-grande, pilrito-de-colete, pilrito de bonaparte, perna-amarela-pequena, maçarico-solitário, narceja de Wilson, narceja-galega, tordo-zornal.

Visita: a 6-7 km das Furnas, para quem segue a direcção Furnas/Ribeira Grande pelas Pedras do Galego. A cerca dum quilómetro do campo de golf virar à esquerda num caminho de bagacina; algumas centenas de metros à frente encontram-se, à esquerda/direita, duas casas em ruínas; as pastagens dos arredores, lamacentas e com muitas charcas, são bons locais para observar anatídeos, limícolas e ralídeos; chegando ao fim desse caminho e virando à direita, seguir a estrada alcatroada durante algumas centenas de metros, virando na primeira canada à direita, em direcção ao Pico do Gato; zona que vale bem uma demorada prospecção a pé, de modo a explorar as pastagens e pequenas charcas e lagoas; regressando pelo mesmo caminho, retomar a estrada alcatroada, até à estrada regional, onde continuaremos durante pouco mais dum quilómetro, virando num caminho de terra, sempre à esquerda, encontrando a Lagoa dos Espraiados, local com enorme potencial para a observação de anatídeos e limícolas. Depois retomar de novo a estrada e seguir… Toda esta zona, durante o Inverno, tem inúmeras charcas e pequenas lagoas, sendo um permanente convite, pleno de promessas ornitológicas, a merecerem uma demorada visita. Evitar visitar a zona em dias de caça (quase todos os domingos entre meio de Outubro e início de Janeiro).

Charca na zona do Altiprado: um excelente local para a observação de patos

Melhor época: Setembro a Março

Ilha: São Miguel

Concelhos: Nordeste, Ribeira Grande e Vila Franca do Campo

Aqui perto: Lagoa das Furnas

Anúncios