Aeroporto de Santa Maria

O Aeroporto de Santa Maria (e área próxima envolvente) é seguramente um dos grandes spots para a observação de aves do arquipélago dos Açores. Infelizmente o acesso ao interior do aeroporto é interdito. No entanto uma visita à área envolvente, sobretudo durante os meses de Outono/Inverno pode valer bem a deslocação. Esta zona é ainda um dos poucos locais do arquipélago açoriano onde é possível observar, durante a época de reprodução, o borrelho-de-coleira-interrompida e a galinha-d’água dos Açores.

Na zona do aeroporto, há algumas charcas e zonas alagadas, onde é possível ver garças, patos e limícolas

Especialidades: garça-real, marrequinha, galinha-d’água dos Açores, borrelho-de-coleira-interrompida, tarambola-cinzenta,

Outras espécies: milhafre, borrelho-grande-de-coleira, rola-do-mar, abibe, narceja-comum, pilrito-comum, pombo-torcaz dos Açores, pombo-das-rochas, gaivota-de-patas-amarelas, codorniz dos Açores, melro, vinagreira, toutinegra dos Açores, lavandeira, pintassilgo, pardal-comum.

Raridades: carraceiro, marreca-d’asa-azul, zarro-de-colar, negrinha, tartaranhão-azulado, peneireiro-comum, falcão-peregrino, borrelho-de-coleira-dupla, borrelho-ruivo, tarambola-dourada, narceja-galega, pilrito-de-colete, coruja-do-nabal, tordo-zornal, alvéola-branca, felosinha.

Visita: a melhor estratégia para visitar a zona é a pé, começando pela zona este (Lagoa do Ginjal), explorando as charcas temporárias que se formam durante o Outono/Inverno, e a Ribeira do Ginjal, onde se podem observar patos, limícolas, garças; seguindo depois até à Cova do Areão (charca temporária a norte do aeroporto), contornando sempre o aeroporto, pela Abegoaria Grande (zona noroeste) e, claro, aproveitando para observar também o interior, com a possibilidade de se deparar com algumas espécies como o tartaranhão-azulado, o peneireiro-comum, o falcão-peregrino, borrelhos-ruivos, tarambolas-douradas-americanas, alguma coruja-do-nabal, etc. A zona exterior a sul do aeroporto, até à foz da Ribeira Seca também pode proporcionar boas surpresas, podendo aí ocorrer marrequinhas, limícolas, garças, o tordo-zornal e a alvéola-branca.

Lagoa do Ginjal, um óptimo local para a ocorrência de garças, patos e limícolas

Melhor época: Setembro a Março

Ilha: Santa Maria

Concelho: Vila do Porto

Onde fica: A partir de Vila do Porto, seguir as indicações para o Aeroporto

Aqui perto: Ilhéu da Vila, Baía dos Anjos, Foz da Ribeira de São Francisco.

Anúncios